Mamoplastia de Aumento

Saiba como funciona essa cirurgia tão comum entre as mulheres.

Artigo publicado por Amanda Bitte nas categorias: Estética

Também conhecida como cirurgia de prótese de mama, a mamoplastia de aumento é uma cirurgia plástica para quem tem mamas pequenas e quer aumenta-las ou para quem quer recuperar mamas que diminuíram devido ao emagrecimento ou gravidez. Ela é hoje uma das cirurgias plásticas mais demandadas e mais desejadas entre as mulheres no Brasil.

mamoplastia de aumento

Como Funciona

A cirurgia é feita com anestesia local com sedação da pessoa, anestesia peridural ou geral, isso fica à cargo do médico e do paciente. Pode-se fazer três tipos de incisões diferentes nas mamas para a introdução das próteses: A incisão periareolar, envolta da aréola do peito; submamária, no sulco que existe abaixo da mama ou axilar, que é através das axilas. A prótese pode ficar embaixo da glândula mamária ou embaixo do músculo.

Como cada método possuem vantagens e desvantagens bem específicas, essa decisão também fica à cargo do médico em conjunto com a paciente.

O processo, então consiste em: Anestesia, seguida da incisão no local combinado anteriormente com o cirurgião. Depois de feita a incisão, o cirurgião descola o local onde a prótese será colocada (glândula ou músculo) formando um espaço vazio onde ele irá inserir a prótese. Depois, basta suturar a gordura e a pele que foi descolada.

Tipos de Próteses

As próteses podem variar muito de acordo com a sua mama, com onde ela vai ficar (debaixo da glândula ou do músculo) e o conteúdo. Elas podem ter formas arredondadas ou em formato de gota; o conteúdo pode ser silicone ou soro fisiológico; seu envoltório pode ser liso ou texturizado.

Essa escolha também é feita antes da operação junto com o médico, que é quem irá analisar a mama da mulher e sugerir os melhores perfis de prótese.

Contraindicações

Não existem muitas contraindicações, apenas uma sugestão de que suas mamas já estejam desenvolvidas antes de resolver fazer uma cirurgia plástica de aumento de mamas. Quem ainda não teve filhos e ainda pretende ter, não precisa se preocupar, o “comportamento” da mama vai ser muito parecido com a dos seios sem prótese, e a mesma não irá interferir na glândula, que é onde fica o leite. Pode existir a necessidade de trocar de prótese depois da amamentação, mas as próteses devem mesmo ser trocadas depois de alguns anos.

A mamoplastia de aumento não é recomendada para quem tem problemas de flacidez, para esses, recomenda-se “levantar” os seios primeiro através de um processo diferente, e depois aumentar os seios com a prótese.

mamoplastia

Pós-operatório e Complicações

A mulher deve ficar de doze a vinte e quatro horas internada depois da cirurgia; o pós-operatório é pouco doloroso, é preciso ficar com um dreno para fluidos durante um ou dois dias e pede-se para evitar esforço com os braços por aproximadamente trinta dias.

As complicações são raríssimas, mas existem. Pode-se ter hematomas na mama, ocorrer uma infecção, a prótese pode ser rejeitada, a cápsula ao redor da prótese pode ser contraída e, também, pode-se ter problemas decorrentes da anestesia, que devem ser levados em conta em qualquer procedimento cirúrgico. 

Amanda Bitte

Autora

Amanda Bitte é proprietária de uma clínica de emagrecimento e adora compartilhar novidades sobre bem-estar, saúde e principalmente emagrecimento.



1 comentário

  1. Leticia Santos

    Matéria muito esclarecedora. Coloquei próteses de silicone nos seios para aumenta-los porque estava insatisfeita com o seu tamanho. A plástica foi feita na Master Health, em SP, e eu recomendo a clínica para todos.

Comente!




*Campos obrigatórios