Hoodia Gordonii

A Hoodia contém uma substância considerada moderadora de apetite, que fez muito sucesso no mundo todo.

Artigo publicado por Amanda Bitte nas categorias: Remédios

Existem várias espécies de Hoodias, plantas da família Apocynaceae, todas de forma cactinoide (similares aos cactos) e muito conhecidas por serem exuberantes e muitas delas suculentas. Mas a única espécie que tem seu nome ligado ao controle do apetite é a espécie Hoodia Gordonii, já utilizada por todo o mundo em compostos e receitas.

 hoodia gordonii

Ela foi cultivada inicialmente na África do Sul, país que passou a utilizar de forma única a planta como moderador de apetite, de forma comercial em compostos populares. Mais tarde uma empresa do Reino Unido adquiriu parte dos diretos de sintetização e venda, e foi quando a substância ganhou popularidade por todo o mundo.

 

Poucos estudos foram engajados no sentido de provar que a cápsula e outros meios de ingestão da mesma substância proveniente da Hoodia Gordonii (a P57) tivesse real efeito na redução ou moderação do apetite, mas algumas pesquisas e estudos pontuais tiveram bons resultados nas cobaias animais de forma geral. Mesmo assim, muitos profissionais ainda duvidam dos efeitos benéficos da substância, e alguns deles chegam a combater o seu uso.

De qualquer forma, as cápsulas provenientes da manipulação da Hoodia são hoje muito populares e podemos encontrar muitos relatos de sucesso no emagrecimento e redução do apetite na internet.

Como o remédio atua no emagrecimento

O funcionamento na redução do apetite dos compostos derivados da Hoodia é, a princípio, bem simples. A substância P57 reage com determinadas enzimas do nosso organismo, enviando ao cérebro a mensagem de saciedade, ou seja, de que todos os nutrientes necessários foram recebidos e que a ingestão de mais comida não é necessária. Nas cápsulas comercializadas em muitos países com a substância P57 há ainda a presença de ingredientes com propriedades termogênicas, que ajudam na queima de calorias e promovem um emagrecimento mais rápido e efetivo.

Quantos quilos posso perder

Os estudos sobre a planta e seus componentes foram inconclusivos e insuficientes em diversos aspectos, inclusive sem testes válidos em seres humanos que consigam fornecer um parâmetro para esse tipo de informação. Sabe-se que ela pode ajudar no emagrecimento e que, no caso da cápsula com outras substâncias termogênicas, esse emagrecimento pode ser ainda mais rápido.

hoodia

Mas a dieta regular do usuário, bem como o seu estilo de vida, serão determinantes na perda de peso relativa no período que o programa alimentar durar, podendo ser maior ou menor de acordo com esses aspectos e com a reação particular do organismo à substância ativa da Hoodia.

Contraindicações

O uso não supervisionado de uma substância sem referências como essa é, por si, contraindicado. Mas sem estudos oficiais sobre a planta, pode-se concluir que gestantes, lactantes, crianças, idosos e pessoas que estejam em outros tratamentos com remédios especiais devem evitar o uso de qualquer produto relacionado à Hoodia. De qualquer forma, uma consulta ao médico ou nutricionista é essencial para que possam ser avaliados os riscos e os benefícios do uso constante, bem como a adequação desse moderador de apetite na dieta e no programa de emagrecimento atual daquele indivíduo.

Efeitos Colaterais

Na falta de uma lista de efeitos colaterais pelos fabricantes dos produtos à base do P57, o seu uso fica ainda mais perigoso. Não foram comprovados os benefícios e não se sabe muito sobre os possíveis malefícios do seu uso contínuo, sendo que dessa forma os usuários criaram fóruns e discussões na internet justamente para criar esse tipo de discussão, e trocar experiências sobre os efeitos reais da planta. Os fabricantes afirmam que, por sua origem natural, não há efeitos colaterais conhecidos, mas não é preciso ser especialista no assunto para entender que essa é uma resposta comercial e imprudente.

Atualmente, a Hoodia Gordonii está fora de circulação no Brasil tendo sido proibida sua comercialização pela ANVISA [agência nacional de vigilância sanitária] em fevereiro de 2007 pois os estudos científicos ainda não comprovam a eficácia e a segurança do produto.

Amanda Bitte

Autora

Amanda Bitte é proprietária de uma clínica de emagrecimento e adora compartilhar novidades sobre bem-estar, saúde e principalmente emagrecimento.



Comente!




*Campos obrigatórios