Como Calcular IMC

Saiba como calcular se você está no seu peso ideal.

Artigo publicado por Amanda Bitte nas categorias: Bem Estar

Quem se preocupa com perda ou ganho de peso sempre ouve falar da sigla IMC e que seu cálculo é muito importante para atingir seu peso ideal. IMC significa índice de massa corporal e é a base da construção de um perfil por um nutricionista, por exemplo. Mas, como fazemos para calculá-lo, qual sua importância real e o que o resultado desse índice pode dizer sobre meu corpo e minha saúde?

medidor de imc

Calculando o IMC

Chega-se ao Índice de Massa Corporal dividindo seu peso, medidos em quilogramas, por sua altura, medida em metros, elevada ao quadrado. Assim, se você pesa setenta quilos e tem uma altura de um metro e setenta, a fórmula do seu IMC é: IMC=70/1.70². Fazendo os cálculos, chegamos a IMC=70/2.89, que é igual a 24,22.

O cálculo é simples, mas quem não for muito amigo da matemática pode encontrar dezenas de calculadoras de IMC na internet, clicando aqui.

O Que Significa

Dependendo do seu IMC, você pode estar em sete situações: Resultados abaixo de 17 indica que você está muito abaixo do peso e deve começar a pensar a ganhar mais massa muscular ou procurar um nutricionista; com um resultado entre 17 e 18,49, você está abaixo do peso, o que não é grave, mas também não é o ideal; ter um IMC entre 18,5 e 24,99 é a meta que todo mundo deveria almejar, pois significa que você está no peso “normal”; entre 25 e 29,99 você está acima do peso e deve se preocupar mais com a sua saúde.

Os próximos índices são os mais graves. Com um resultado acima de 30, você pode ser enquadrado em um caso de obesidade. Entre 30 e 34,99 obesidade I, entre 35 e 39,99 obesidade severa e acima de 40, obesidade mórbida.

calcular imc

Limitações

  • O IMC sofre várias críticas de estudiosos porque nem todos os grupos étnicos podem se enquadrar nessas classes de acordo com esses números. Existe algumas populações em que a distribuição da gordura corporal são diferentes das populações usadas como base para o desenvolvimento do IMC. Assim, pode haver mais riscos de saúde mesmo você estando abaixo do corte que indica sobrepeso.
  • O IMC também não pode ser usado como única forma de avaliação, ele deve ser um dos componentes de um perfil feito através de uma análise completa. O IMC não diferencia os componentes gordos e magros do seu peso, ou seja, não sabe a porcentagem de gordura corporal e massa magra que você tem.
  • Existem muitos casos de pessoas que estão até “abaixo do peso” segundo o IMC, mas que possuem uma porcentagem alta de gordura corporal. Da mesma forma, pessoas muito musculosas podem aparecer com “sobrepeso”, mas possuem uma porcentagem ideal de gordura corporal.
  • O IMC é um ótimo índice base, e é interessante calculá-lo e saber em que classe você se enquadra e ter uma ideia de quantos quilos você deve fazer. Mas, para saber com exatidão o que você deve fazer para conseguir seu corpo ideal é melhor fazer uma avaliação física completa.
Amanda Bitte

Autora

Amanda Bitte é proprietária de uma clínica de emagrecimento e adora compartilhar novidades sobre bem-estar, saúde e principalmente emagrecimento.



Comente!




*Campos obrigatórios